• Se assumir: sim ou não?

    Uma das perguntas que eu vivia me fazendo quando tinha 15 anos e descobri que minha sexualidade era essa, tinha muito medo do que viria pela frente caso eu chegasse para os meus pais e falasse: pai, mãe eu sou gay! O que eu me esqueci foi que acima de qualquer coisa, eles são meus pais e me amam incondicionalmente e o mesmo se aplica aos amigos, se eles realmente são seus amigos de verdade eles não vão te abandonar, principalmente agora que você precisa deles mais que nunca.

    O ponto que eu quero chegar é: se assumir é melhor porque você não precisaria se esconder para fazer coisas normais como ir à balada, namorar, ir ao shopping, sair sem se preocupar em casualmente encontrar o seu primo que pode ir contar tudo para seu pai, ou uma amiga da sua irmã, que também pode ir lá e contar, por via das dúvidas é melhor que seus pais ouçam da sua boca, do que pela boca dos outros.

    Outro ponto importante: Você tem que se amar acima de tudo, e ter certeza que chegou à hora de contar, aliás, eu até acho meio injusto você ter que se assumir já que você não escolheu sua sexualidade, você já nasceu assim! Um heterossexual, por exemplo, não chega pro pai e diz: pai eu gosto de garotas, do mesmo jeito que um homossexual não precisaria chegar para os seus pais e contar, mas o mundo que vivemos é assim, então, quando você sentir que está pronto chame seus pais e vá com calma, primeiro diga os ama e que espera que eles entendam seu lado também, e não se esqueça não é porque você irá se assumir que você já pode levar seu ficante/namorado no outro dia. Mais uma vez, vá com calma! A essa altura você já deve ter dito aos seus amigos e amigas, afinal, amigos são a família que não escolhemos, é sempre melhor desabafar com seu melhor amigo (a) do que com sua mãe ou pai.

    Se assumir: sim ou não?

    E também não se esqueça, se você quiser e achar melhor, converse com um psicólogo sobre isso, ele pode te dar várias dicas de como encarar essa situação, já na escola, eu te dou outro conselho, se você é do tipo: não falo com ninguém continue assim, pois se você contar a sala toda, logo o resto da escola saberá, isso pode gerar bullying que não é uma coisa boa. Além do que sua sexualidade é sua vida privada e não diz respeito a ninguém. Não dê motivo pra alguém falar mal de você, caso você sofra algum tipo de preconceito na escola ou na rua conte aos seus pais, eles saberão o que fazer. Mais um fator importante, se você contou já e está lendo isso agora, lembre-se, todo dia para nós gays é uma experiência nova.