• Quem nunca teve que ligar para o provedor de Internet para perguntar se ele realmente estava liberando a velocidade prometida? Quando o assunto é velocidade de Internet, não é nenhum segredo que o Brasil não vai bem.

    O pior é que agora essa história é comprovada por fatos. Um estudo divulgado pela empresa americana de tecnologia Akamai mediu a velocidade média da Internet banda larga em 54 países durante os últimos meses de 2014, e adivinha em qual lugar no ranking ficou o Brasil? 9º… de baixo pra cima. De 54 países, o Brasil tem a 9ª pior velocidade de Internet banda larga do ranking, com uma média de 2,9 Mbps de velocidade. Só perde (por pouco) para o Panamá, Filipinas, Indonésia, Costa Rica, Índia, Venezuela, Paraguai e Bolívia.

    A Internet no Brasil é rápida ou lenta?

    Não é que sejam desprezíveis esses 8 países que têm uma velocidade de internet menor que o Brasil. Claro que não. A ironia é que o Brasil é o 5º país no mundo com o maior número de usuários de Internet e o 3º país quando se considera o tempo conectado.

    Crescimento da Internet no Brasil

    Mesmo com a longa trajetória que ainda temos pela frente, precisamos reconhecer que a Internet tem crescido no Brasil. A mesma empresa americana de tecnologia, Akamai, publicou um relatório informando que a Internet brasileira apresentou 33% de aumento de novos endereços IP (protocolos de Internet) no ano de 2014. Isso representa o maior crescimento entre os dez países com mais endereços únicos em total. Além disso, o Brasil foi o único país que registrou um crescimento de dois dígitos percentuais.

    Em relação a outros países do mundo, a China e a Rússia têm um crescimento que compete bem com o crescimento brasileiro. Mas em termos de qualidade, a Internet brasileira é umas 8 vezes mais lenta que a mais rápida do mundo, da Coreia do Sul, que tem 24,6 Mbps de velocidade.

    Necessidade real de velocidade

    Mas se a nossa Internet é tão devagar comparada a outras, por que o número de usuários continua crescendo? Será que a velocidade não incomoda tanto quanto pensamos? De quanta velocidade realmente precisamos?

    Uma pesquisa realizada com jovens de 9 a 17 anos em 2014 indicou que o celular é o dispositivo mais utilizado para acessar a Internet, com 82% dos jovens utilizando esse meio. Só 56% usam dispositivos fixos. A maior motivação para o jovem acessar a Internet é para entrar nas redes sociais (73%), fazer pesquisa para a escola (68%) e pesquisar outros interesses (67%). Os aplicativos de mensagens, como o WhatsApp, também dominam a cena, com 64% da atividade na Internet. Música e vídeos registram 50% e 48%, respectivamente.

    A velocidade necessária para esse tipo de atividade não é muito alta. Poucos megas são o suficiente para redes sociais, pesquisas e mensagens, que são as atividades mais realizadas. Já baixar músicas e vídeos requer mais de velocidade, pois os arquivos são mais pesados.

    Na hora de assinar uma Internet banda larga para a sua casa, é importante conseguir definir qual Internet é ideal para o seu tipo de uso. Para isso, a gente sugere este quiz aqui: De quantos megas de Internet você precisa na sua casa?

    Compartilhe com a gente o resultado!

    Fonte: NET Combo